Translate

sábado, 30 de julho de 2011

Enigmas



nessa casa de minh'alma

sombras e vultos na penumbra,
entre portas e janelas dos sentidos
nos contrastes vivos que vislumbra
avançando na profundeza
 metade exilada e inquieta
na intransparência das cortinas
como alma mensageira e desperta.

Rompe-se a consciência que me faz corpo
 alternam-se em cursos indefinidos,
enigmas do meu singular desconhecido.


Stela Emilia Gusmão
20/08/08