Translate

domingo, 11 de maio de 2014

Sempre mais amor ...

A todas as mães
em especial: a minha mãe (in memoriam), que dividiu tristezas, somou alegrias
e, me amou incondicionalmente, as amadas filhas minhas e também mamães, Juliana
e Mariana com amor eterno.


Assim é você
ensejo de encantamento
traz nos braços o enlace
nas mãos o afago
e nesse olhar transparente
nossos passos acompanhando
 num suave acarinhar
um colo nos acolhendo
com cheiro de aconchego
no coração nos guardando.

A sua cria
é o primeiro e último suspiro
e sem contar o tempo
segue a vida sonhadora
porque o sonho é uma espera
que seu espírito nutre
pela essência em gestação.

O pranto por vezes
amargamente cultivado
transborda na fé
não desiste, insiste
reanima-se na coragem
e que te faz mãe
com a esperança comungando.

Manifesta-se no feminino
nos toca em silêncio
pela imagem do criador
irmanado com tua alma
no mais completo poema
de um único verso: AMOR.

Stela Emilia Gusmão
05/05/2011