Translate

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Geratriz

Geratriz
No equilíbrio que seu movimento produz
a ofertar das primícias do seu leito
a quase totalidade de tudo que preciso
inefável, sem nada pedir em troca
e, no solo, sementes a germinar, inquietas
lutando em suas celas e, ressurgindo
viçosas nos vislumbres, libertas.

Nessa reflexão de íntima verdade contigo
estará ainda, teu manto aberto na acolhida
o corpo no horizontal espaço acobertando
absorvendo da carne, despojo, e, dissolvida
na justa forma em adubo transformando
para que vitais elementos tenham vida
no teu ventre fértil de natureza materna.

E, fecundada, permanecerá eternamente

redimindo o mundo, constituindo universo
nesse teu ciclo de renovo permanente,
como geratriz, mãe e doadora eterna.

Stela Emilia Gusmão

20/03/08