Translate

domingo, 29 de janeiro de 2012

Metamorfose


Nessas coisas tão minhas:

Uma parte de segredos
enclausurando tantos medos
desencorajando a razão.

Uma parte de ausências
dos rostos em silêncio
daqueles que não estão mais.

Uma parte de cansaço
num cenário de mormaço
pelas marcas das esperas.

Uma parte silenciosa
tecendo os dias preguiçosa
desatando os muitos nós.

             Uma parte de explosão            
que abriga no coração
a moldura do sorriso.

Uma parte que enternece
que sonha e alvorece
na claridade de muitos sóis.

Uma parte que é só alma
que sente e acalma
fluindo através de mim.

Metamorfose inquieta
é o que me faz porta aberta
para o amanhã que não chegou.

Stela Emilia Gusmão
06/01/2011