Translate

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Re-pouso

Re-pouso

Pouso no teu pouso que me espera
e, pelas horas na espreita
espia silenciosa a noite
em vigília debruçada
no refulgir dos corpos
que pelo som em estribilho
revelam-se como convém
aos olhos do luar
que de tão belos
assim, lá do alto
ainda se faz alta
na janela a cobrí-los
pela madrugada afora
em assentimento ao repouso
da felicidade que fica.

Stela Emilia Gusmão
18/09/2010