Translate

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Descompasso



Nesses muitos dias
que há muito se perderam
pelas soltas páginas
diante das manhãs
caçadora das pegadas 
reinventava um raiar
que engavetado chorava
por dentro insistia
destilando todo cansaço
na insipidez da estrada.

A fria cor do silêncio
das noites taciturnas
cicatrizes e lembranças
na saudade doía
pelos tantos esquecimentos
machucava, feria
deslizando pela face
por tantas vezes
ondulante se perdia
no dormente vazio.

Dobrei as páginas
dependurei as sombras
da história amarrotada
no cabide do tempo.

E, de tal modo
me fiz partida
então vislumbrando
o que por certo
ainda é possível.

Stela Emilia Gusmão
16/12/2008